Historia do famoso Waffle de Liège

 Diz a lenda que a criação do waffle na Bélgica do século XVIII, coincide exatamente com o advento das pérolas de açúcar fabricadas a partir da beterraba. Conta-se que o Príncipe de Liège requisitou a seu cozinheiro pessoal que este criasse uma guloseima contendo as fantásticas pérolas, novidade na época. O chef então concebeu uma massa similar a do brioche, colocando-a dentro de um molde de prensar muito quente, contendo o açúcar incorporado à massa e enfim assou o doce inédito que resultou nos deliciosos waffles de Liège. O perfume de baunilha encantou o Príncipe e a receita foi rápida e vorazmente aceita pelo paladar de todos do reino Belga e hoje atinge indivíduos mundialmente tornando-se também incrivelmente populares aqui no Brasil.

Entende-se que a origem do Waffe de Liège se confunde intimamente com a própria história da humanidade na medida em que seu antecessor seria um tipo de crepe feito de cereais assado rudimentarmente em uma fôrma superaquecida, construída por meio de pedras na época neolítica. Em seguida, registrados na Grécia Antiga, moldes compostos por placas de ferro fundido eram utilizados para a fabricação de bolos. Foi apenas no século XIII que um ferreiro chegou a imaginar um molde robusto de ferro fundido, um protótipo semelhante às maquinas modernas que os profissionais usam atualmente.